Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Giló - O Papagaio Indiscreto

Aqui no Papagaio e no Sapo Blogs outra vez? Pá! Vão à praia, façam amor com a(o) namorada(o)... evitem é perder o vosso precioso tempo neste botequim! Podiam, pelo menos, ter o bom gosto de escolher outro blog Papagaio

Giló - O Papagaio Indiscreto

Odiar pelos Dois ou o "Idiota Encartado".

idiota papagaio opinião.jpg

   Não basta dizer que se gosta de democracia para se ser democrata. Pelo menos, durante o século XX, havia ideologia e cumpria-se a ideologia, por mais defeitos que ela tivesse. Hoje, não há ideologia nenhuma, ou se a há, deve ser oca; vivemos no século da pretensa  ultra-modernidade, do intelectualismo avançado e esclarecido, que desdenha do passado à boca cheia e acha que não tem nada a aprender com os erros de outrora. Nada mais enganador! Dizer que os maus do passado não têm nada para nos ensinar é arrogante e cínico. Qualquer ditador ou déspota do passado nos pode dar grandes lições e algumas delas já se nota que nos fazem falta!

   E o muito que nos sobra, atualmente, são idiotas com a mania que defendem tudo, sem defender nada. Por exemplo, as redes sociais estão cheias de idiotas que se acham no direito de opinar sobre tudo e sobre nada, sobretudo sobre nada,  principalmente quando não têm mais nada que fazer para ocupar o próprio dia. Nós, papagaios, só por exemplo, não opinamos, limitamo-nos a ir dizendo umas merdas, às quais nem nós próprios damos grande importância! Por isso, não nos revemos nem nos incluimos.

  Ainda ontem, uma idiota, sem que ninguém lhe pedisse nada, desatou a vergastar agressivamente alguém que não conhece de lado nenhum, usando modos grossos, palavras muito pouco medidas e um tom absolutamente boçal; baseou-se, para se justificar, no facto de ter todo o direito e legitimidade  para se expressar da maneira que bem entendesse. Pode ter a legitimidade, mas faltaram-lhe o bom senso e o tato. 

  Choca-nos (sem querer defender ninguém, até porque também não conhecemos bem as partes envolvidas!) a atitude, a forma e o conteúdo. E fica-nos a perplexidade perante um comportamento agressivo gerado do nada, a destilar veneno e a odiar pelos dois. Será necessário apostrofar alguém de forma violenta só porque  esse alguém disse que a comunicação social dá tempo de antena sobejo ao terrorismo? E que o terrorismo esfrega as mãos de contente com essa publicidade? 

   Quem julgar que essa apóstrofe é útil e nada despropositada só pode ser "Idiota Encartada".

Papagaiopapagaio

 

Bolachinhas na Sacola

 

papagaio e bolachinhas.jpg

    Como me esqueci da marmita (pistácios e sementes de soja) com o almoço em casa (gaiolão), aproveitei para escrever o post da praxe (conversa da treta ranhosa!), uma vez que não houve outro remédio que não almoçar bolachas de chocolate e leitinho das máquinas de vending.

   Tal a parafernália de incidências boçais, que a decisão foi assumir desde já, - e não só desde já, mas também de imediato - o textinho, que assim sai mais docinho e menos áspero, por força dos açúcares ingeridos. Também porque, no caso de um choque hiperglicémico, já a Comadre M. pode vir pregar-me uma partida, que o post santo não fica por cumprir.

   Siga, então, o post docinho e açucarado: hoje, por exemplo, ainda não rebentou bomba em lado nenhum.  Só pode estar a correr bem - o Daesh deve estar a fazer uma greve qualquer! Ou, então, decorre a Workshop de produção de engenhos explosivos - pode ser que algum morteiro deflagre nas trombas daquelas bestas, por acidente. Era o euromilhões!

    Outra coisa na qual reparámos é que, ao entrar ao serviço, ninguém nos veio azucrinar com problemas nem com questões - mau!, deve estar o santo para cair do altar... ou o patrão anda para pedir alguma coisa...

   Igualmente, os CTT iniciaram a sessão da Bolsa de Lisboa a ganhar 0,34%, daí que eu tenha amealhado uns extraordinários 75 cêntimos neste início de sessão.../.../... para subtraír aos 150 euros que já arderam desde janeiro... bonita recuperação!

    A Teresa Guilherme ainda não deu sinais de vida, os adeptos do Vitória já chegaram a casa, o Salvador Sobral vai dar um concerto para 3000 pessoas, logo à noite não vai ser transmitido o Love on Top e o Casal Mistério desistiu de postar a sua última tradução inglesa das melhores maneiras de fazer uma omelete! Que maravilha...

   Perdão, afinal a Cocó na Fralda parece que vai andar de balão à volta da montanha na ilha do Pico... e as omeletes inglesas vão ser traduzidas para português pelo Casal... Fod***-se!

   Falso alarme, pessoal... o dia está a ficar agora um pouco nublado no Carvoeiro...afinal vou esfregar as feridas com sal... p***rra!

Papagaiopapagaio

 

  

   

  

  

O Terrorismo está Claramente a Ganhar?...

Theresa-May-cartoon papagaio.jpg

  Um destes dias rebentou mais uma bomba, e vinte e duas pessoas inocentes perderam as suas vidas. Outras largas dezenas ficaram feridas com gravidade, para além de todo o pânico e confusão instalados. Há duas semanas atrás foi um automóvel que se passeou por um passeio adentro, em plena cidade. No ano passado foi o mesmo em cima de uma ponte. Mais datado, ainda, um camião atropelou centenas de peões junto a uma praia, num passeio pedonal onde se fazia a festa...o Bataclan e os Eagles do Metal... corpos por todo o lado...e por aí fora, sem parar... A coisa chegou a um ponto tão grave que, um destes dias, ao dar à chave da ignição do meu Fiat, ainda na garagem,  um vizinho que estava no quintal assustou-se e procurou refúgio no meio das couves, ligando do telemóvel para o posto da GNR, a julgar que era um atentado! Vidas!

   E é curioso notar que, como meio mundo tem andado a explodir e a ser bastamente atropelado, - ultimamente - tudo isso gera o mesmo tipo de comportamentos  e manifestações - um desses sinais é o esgotamento do stock de velas e ursinhos de peluche nas prateleiras dos hipermercados. Para além disto, sempre que mais alguém é atropelado ou que algum engenho deflagra num aeroporto, numa estação de metro, ou em qualquer concerto musical, lá vêm os políticos - muito ao seu jeito - fazer "bobós" aos microfones, com pompa e circunstância.

   E deixar dizer que temos descoberto políticos fantásticos a fazer "bobós". Por exemplo, para além do Sr. Donald J. Trump, que já é um autêntico dum "Bobó" em si mesmo, a última individualidade a fazer um "bobó" monumental foi a Srª Dª Teresa, que parece ter um jeito multifacetado: por um lado, para a forma do "Bobó", por outro, para o próprio conteúdo do "Bobó", em si.

   Repare-se em algumas frases e declarações muito usadas ao "Bobó" do microfone, e que se repetem incontavelmente sempre que rebenta uma bomba islamita (algumas delas da "autoria da própria Srª Dª Teresa e da Srª Dª Ângela):

a) Os Serviços Secretos já estão a trabalhar em conjunto com as outras entidades, nomeadamente o Governo... - ótimo! ficamos todos muito mais felizes por saber que há Serviços que trabalham de vez em quando, embora só à posteriori e que o Governo também trabalha... isso demonstra empenho! É o chamado "empenhum post bombam";

b) O nível de alerta terrorista passou de crítico para grave...-ótimo! ficamos todos muito mais descansados... sobretudo os familiares das últimas vítimas que, com este downgrade de risco, já se sentem mais confiantes e motivados para comprarem bilhetes para o próximo concerto da Ariana Grande! O nível de risco deve ter descido na calculadora da ministra porque os tipos do E.I. devem estar, agora, a almoçar... e a Primeira-Ministra teve um orgasmo tão imenso com a revelação da sua calculadora, que não se conteve em anunciar o "do crítico para o grave" aos sete ventos!

c) Já declarámos Estado de Emergência e queremos dizer que nada nos fará sentir medo... - ótimo! ainda bem que os nossos políticos não sentem medo! Eu também não sentiria, se estivesse em casa ao quentinho, de pantufas a ver televisão, a fumar o cachimbo ou a beber um scotch. De outra forma, quem assiste ao rebentamento de bombas ali mesmo ao lado, deve borrar-se e ficar em pânico, e com todo o direito, que eu também me borraria! Quanto à declaração de estado de emergência, é de todo escusada, que ninguém é burro ao ponto de ignorar que se trata de atentados terroristas!

d) Queremos expressar o nosso profundo pesar para com os familiares das vítimas...-ótimo! é sempre adequado expressar solidariedade para com os outros, agora que a casa já foi arrombada... pela centésima vez... falta saber quando é que se colocam as trancas na porta.

e) Não iremos tolerar mais estes atos infames de covardia...-ótimo! embora esta seja a frase que mais nos soa a discurso da treta e a hipocrisia balofa. É a intolerância mais tolerante de que há memória...

f) Queremos dizer estamos devastados com estas ocorrências, mas que todos podem ficar descansados e tranquilos... - ótimo! Eu, papagaio, no meio deste terrorismo confrangedor, também me sinto devastado... quando ouço sempre as mesmas declarações politicamente corretas e vazias de conteúdo e sentimento. Quanto à tranquilidade, ela acaba sempre por chegar, quando acabam as ditas conferências de imprensa e os políticos retornam aos seus gabinetes. É reconfortante...

g) Estamos mais unidos do que nunca... ninguém nos consegue vencer...-ótimo! Só é pena que certas individualidades

se lembrem da união entre as pessoas quando há pessoas a voar às peças pelo ar. Ironia das ironias... Quanto ao estarmos a " vencer", algo me diz que estamos a perder... e não é só o nosso tempo precioso a dar ouvidos a estas declarações estéreis destes políticos medíocres. Ele há coisas!

Papagaiopapagaio

Os Posts que Nunca(?) Escreverei...E as Bocas que Nunca(?) Mandarei... mas que gostava!

humor, papagaio, celebridades, salvador sobral, sa

Beleza de Sara Sampaio a caminho da anorexia na Passadeira Vermelha.

Massena: o maestro do Piano Pimba lança single com Quim Barreiros.

Lili Caneças perde o tino: apaixonada por gajo 30 anos mais novo.

Catering distribui sementes de cannabis nas saladas das cantinas e resultados escolares melhoram.

Zezé Camarinha diz que vai para Singeverga. Frades da Ordem demitem-se em bloco.

Anatomia de Grey classificada como série mais "árida" de sempre da Televisão: produtores de CSI reclamam em tribunal.

Daniela Mercury assegura que, afinal, já não quer mais ser Gay.

Sapo Blogs lança nova Ferramenta de Estatística com efeitos virais - analgésicos já disponíveis nas farmácias.

Ministério da Educação recomenda aulas de Inglês urgente para bloggers residentes.

Salvador Sobral recusa dueto com Ariana Grande, com medo de se queimar com algum foguete.

Papagaiopapagaio

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A Madonna é que Tem a Culpa...

 

a7d4a10515e88693617ff023b3edf793.jpg

   Provavelmente a rainha da pop ainda não terá reparado... mas os Estados Unidos também têm uma liga de futebol profissional! Não havia necessidade de equipar os filhos com t-shirt's do Glorioso e andar a expor tanta classe pelas ruas de Lisboa! Arrisca-se a ficar muito mal vista lá para os lados do Campo Grande ou a norte do rio Tejo.

   O nosso conselho seria o de incentivar a diva a voltar para a santa da sua terrinha e optar por comprar equipamentos completos dos L.A. Galaxy, do Real Salt Lake ou dos N.Y. Red Bulls, a não ser que queira ver-se obrigada a medir forças com o Sr. José Cabra ou a Sra. Maria Leal, uma vez que já foram recrutados para vestir a respetiva prole com t-shirt's do FCPorto e do SCP, respetivamente. É que nós temos um dirigismo desportivo que não gosta que lhe seja dada música, nem que se veja ultrapassado em bailaricos!

Papagaiopapagaio

Cinco Cúmulos à Portuguesa.

papagaio.png

1 - Furar as camisinhas de vénus ao Zezé sem lhe dizer nada, e obrigá-lo a assumir ...

2- Intimar um caracol a saltar para as costas de uma tartaruga e  obrigá-los a mandar uma "rapidinha", acompanhados de uma  super "mini" bock  fresquinha...

3 - Pedir à Lili Caneças que faça a definição de "Amnésia", sem ter receio de que ela se esqueça do que está a dizer, a meio da explicação...

4 - Ver a  Sara Sampaio entrar no seu condomínio e ser assediada sexualmente pelo porteiro eletrónico...

5 - Reparar em José Sócrates a entrar na igreja , ao domingo de manhã, com o secundário, e  vê-lo a sair de lá com a Licenciatura feita por volta do meio-dia...

Saudações Blogueirascúmulos do papagaio e do diabo da Tasmânia.jpg

Diabinho de Alter

 

 

E Quando me Chega uma Vontade Imensa de Ler... Pego no Comando e Ligo a Televisão!

livros.jpg

  Os Sapos dão imensa importância à leitura e aos livros (para além do chocolate!) ...e a seguir, os papagaios também são dos que mais dão (aos livros, não ao chocolate!); estes últimos sobretudo por causa das capas jeitosas e coloridas, que ficam excelentemente bem pousados naquelas prateleiras do IKEA ou até nas estantes do AKI...mesmo, mesmo! (eu já comprei duas... estantes.. quero dizer!). Por outro lado, para quem quer ter um blogue e pretende fazer impressionar e parecer bem é muito aconselhável falar de livros...e dá cliques e coiso!! Se eu postar sobre livros e recomendar no ciberespaço um calhamaço pretensioso e bacoco da autoria de um emplastro desconhecido, isso vai muito bem com as minhas penas verdes... já para não marrar que faz bem à saúde social, que nem backlinks...

   Não é, pois, que ler seja assim deveras tão tanto bestialmente importante, efetivamente - nada de interpretações... nomeadamente...precipitadas!

   De outro modo, aqui o papagaiozinho já não lê há muitos séculos, pelas suas contas remonta à antiguidade tão antiga como aquele momento em que  D. João V mandou vir os famosos mármores de Pêro Pinheiro para forrar o barroquíssimo convento com parede hiperduplamente grossa. Desde essa época rococóica, - e com a ajuda do Daniel P. - que nos passámos a dedicar à fruição de panfletos do Lidl e bulas de medicamentos antipiréticos e antitrombóticos. Há largos tempos, portanto, que abandonámos as intensas leituras verdadeiramente inúteis, ficando nós, isso sim, pelo delicioso e simpático folhetim de mercearia fresca e pela salutar informação farmacológica e medicamentosa.

   Para além disso, o José Rodrigues dos Santos, só por exemplo, que é um gajo fixe e in das editoras,  custa de vinte e nove euros para cima em cada calhamaço que publica o que causa lumbago nas costas. E a Margarida Rebelo Pinto custa pelo menos vinte e dois e uma hiperplasia benigna(?) na próstata!

   Os panfletos dos hipermercados são,- contrariamente ao exposto em epígrafe, felizmente! -  de graça, e é plágio por plágio. Para rematar, como só tomo genéricos e sou contra os laboratórios de marca venalmente capitalista, a coisa fica-me prodigiosamente em conta, na aquisição de cultura e literatura. Quanto ao resto, não vale vir para cá com cinismos e snobismos, que tanto a obra-prima como o folheto das promoções nascem os dois nos mesmos escaparates dos centros comerciais. 

   Então, só para redundar, bastará dizer que, enquanto certas franjas mais ou menos duvidosamente minoritárias da sociedade se esforçam para se mostrarem e sentirem cultural e literariamente em forma, sobrevoando varejeiramente à procura de livros de autores estrangeiros da moda e de contadores portugueses pomposos, - (com pseudónimos desconhecidos que fazem estrilho no ouvido e cócegas nas comadres ) - nas prateleiras do Modelo  Continente, só mesmo as ditas caixas de comprimidos com cores garridas e nomes a fazer lembrar clisteres alemães e gargantas inflamadas servem ao Papagaio como leitura, para além das edições alargadas e quinzenais  do folhetim do Intermarché, secção de detergentes,  iogurtes com pedaços e antologia da carne de vitela com 50% de desconto em talão.

   Quando quero elevar os meus conhecimentos, limar o meu saber ou frugalmente alargar o meu vocabulário, não vou ao supermercado nem ao centro comercial à procura do Paulo Coelho, da Isabel Allende ou dos Best Sellers do Ken Follet; muito menos me viro para uma montra de uma livraria com a testa enfiada no vidro, como se estivesse puerilmente encantado com bombocas, enquanto outros passam à beira...ao invés, espero que a caixa do correio fique cheia de publicidade. Depois, aguardo um dia de chuva brava e frio de cortar, eis que tiro a roupa toda e vou para a rua  coberta de geada, em pleno dezembro. Apanho uma gripe de caixão à cova e ponho-me, já mais tarde, a ler caixas de antibióticos e folhetos de promoções, por dentro e por fora, enquanto estou de molho na cama, a fungar do nariz, com febre alta e a faltar impantemente ao emprego.

   Os caríssimos leitores estarão, então, a tentar saber, portanto, e perante tão profunda e medíocre verborreia, o que é que o papagaio tem na estante, e o que não lê, de todo!!!...para além das famigeradas brochuras de mercearia e das injeções e xaropes anti-virais. Cabe-nos satisfazer a curiosidade e dar um "cheirinho" que permita esclarecer a dúvida: Eis, portanto, o que é possível ver na prateleira papagaística:

                                                         Tudo o que o Papagaio Mantém à Distância

Estante livros papagaio

 

   Agora que já deram uma rápida vista de olhos geral, vejam como ficam tão bem estes meus volumes na prateleira! Adoro as capas... dão-me um ar intelectual. Da próxima vez, tiro outra foto comigo ao lado. Posto isto,  ficam três sugestões de leitura da minha estante - todas elas têm sido obras de referência na vida do papagaio, fazendo esta ave crescer como ser e,até, como objeto:

 

 

livros.jpglivros papagaio.pngplayboy-americana.jpg

Boas leituras!

Papagaiopapagaio

 

 

E ao 69º Dia, Deus fez o Homem!

 

homens, papagaio, sapo blogs.png

   O Papagaio já aqui foi acusado de só parodiar pop-stars femininas e outras mulheres, nos seus tiques. Para mostrar que isso não é bem assim e que somos muito democráticos e pouco diplomáticos!!! - e que cá a avezinha se está a p**dar solenemente para a guerra dos sexos, -  hoje o alvo são os homens, que também merecem um "mimo" carinhoso.

M*rdas que os homens passam a vida a fazer e não gostam de admitir:

a) Tirar o macaquinho do nariz e ficar a analisar a cor e a textura do símio durante trinta segundos

b) Limpar as mãos às calças depois de fazer a limpeza nasal

c) Sacudir as pernas vigorosamente, em dias de calor, para "descolar" os testículos suados

d) Fazer "prazer pessoal" às escondidas e agarrar no primeiro objeto que aparece para "higienizar" o "bacalhau"

e) Usar as calças de ganga durante três semanas sem as lavar nem as trocar

f) Comer coisas caídas ao chão, sem se importar, porque o chão "até estava limpo e a comida só lá esteve oito segundos"

g) Cortar as unhas num sítio qualquer e deixar as pontas pelo chão, borrifando-se para o caso

h) Cheirar as cuecas, para ver se podem ser usadas aceitavelmente uma segunda vez (ou terceira!)

i) Sair da casa de banho ainda com o fecho aberto e o material contra incêndio mal escondido

j) Pe*dar no elevador e ficar a rezar para que ninguém entre nos dois minutos a seguir

k) Calcular a altura de tomar banho, cheirando as covas dos braços, para tomar a decisão final

l) Aproveitar para se assoar às mãos, durante o banho

m) Assistir à televisão com uma mão enterrada nas cuecas e outra a fazer zapping no comando

n) Passar o tempo a massajar os t*mates com uma mão enquanto coça o rabo com a outra (esta tinha de ser!) 

Papagaiopapagaio

 

 

 

Pág. 1/2