Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Giló - O Papagaio Indiscreto

Aqui no Papagaio e no Sapo Blogs outra vez? Pá! Vão à praia, façam amor com a(o) namorada(o)... evitem é perder o vosso precioso tempo neste botequim! Podiam, pelo menos, ter o bom gosto de escolher outro blog Papagaio

Ai os Camelos no Deserto e o Q.Z.P. Aqui Tão perto!

Que-Seca-de-Deserto.jpg

   Primeiro, pedir desculpa pelas más condições em que está a chegar o nosso post/carta, situação a que somos totalmente alheios. As dificuldades prendem-se com o facto de estarmos a transmitir o nosso blogue em diferido a partir de Marrocos. O Ministério da Obras Públicas decidiu plagiar o Ministério da Educação e deu-nos "música" - colocou-nos num Q.Z.P. a milhares de quilómetros da nossa residência de origem, a servir de pedreiros num sanitário público mandado construir por Sua Majestade, o Rei Mohammed VI. Nós bem que protestámos e avisámos que não éramos professores, mas empregados das obras,  - trolhas!- só que ninguém fez ouvidos. Parece que a colocação como servente-júnior é por quatro anos, o que nos faz sentir um pouco como camelos no deserto: pelo sim, pelo não, já engolimos dois barris de cerveja, não vá uma pessoa ter sede durante esta longa travessia e morrer de desidratação à família!

   Segundo, pedir desculpas também pelo atraso na escrita/publicação, mas a verdade é que andámos à procura de casa para ficar, o que não é fácil aqui na mobilidade interna de Marraquexe. As rendas pedidas são proibitivas - alguém deve andar a plagiar os senhorios de Lisboa - e os apartamentos difíceis de encontrar. Vimo-nos na emergência de ter de arrendar uma tenda e estamos a partilhar quarto com mais dois beduínos e um dromedário que veio carregado do Quadro de Agrupamento 2,3/S da Rota da Seda, que é uma espécie de califado só para amigos contratados em reserva de recrutamento, lá para os lados do deserto da margem sul. O dromedário até parece ser boa pessoa, mas os beduínos são uns animais um bocado esquisitos de aturar e exalam uns odores meio estranhos durante o sono. Não é fácil dormirmos todos na mesma cama, à noite!

   Terceiro, pedir desculpa à família aí na terra: ainda não pudémos enviar pilim pelo correio para Portugal, mas é que aqui no cu de judas não há bancos nem correios. Em relação aos bancos, até ficamos mais descansados porque é um alívio e uma ajuda ao aforrador que sabe da poda debaixo do colchão, que é sítio muito mais inteligente, mas os correios até que  a modos que fazem um bocado de falta! E mesmo que houvesse, o Ministério daqui só paga de dois em dois meses e é em géneros. Pelo que, teremos de arranjar uma solução para enviar o bode, o cuscuz e as raízes de canábis (o bode até pode ir a reboque do lado de fora dum batel qualquer que saia daqui). Pela Easyjet não vai poder ser, porque a companhia, ao que parece, decidiu plagiar, a papel químico e com uma XEROX, a Ryanair, e cancelou os voos todos, para dar uns dias de folga ao pessoal de cabine, ao que consta na imprensa. Não sei é se o Tony Carreira vai gostar quando souber que lhe andam a copiar as manhas!

Papagaiopapagaio

2 comentários

Comentar post