Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Giló - O Papagaio Indiscreto

Aqui no Papagaio e no Sapo Blogs outra vez? Pá! Vão à praia, façam amor com a(o) namorada(o)... evitem é perder o vosso precioso tempo neste botequim! Podiam, pelo menos, ter o bom gosto de escolher outro blog Papagaio

Giló - O Papagaio Indiscreto

Do Guia Michelin às Refeições "Recauchutadas" nas Cantinas Escolares.

   Imagem relacionada

   As cantinas escolares e os jardins de infância há longo tempo que têm vindo a ser entregues a empresas de catering e outras entidades privadas - tornou-se moda "política". Não é necessário que as associações de pais ou os jornais periódicos venham averiguar a qualidade e a quantidade do que se serve aos nossos filhos; a qualidade do serviço é, muitas vezes, algo duvidosa e as quantidades, por regra, deixam  a gaiatada com fome - é um ponto em que não vale haver grande discussão! Pior que a qualidade é ainda a questão de os alunos não almoçarem de maneira a ficarem satisfeitos, efetivamente; porque frequentar certas cantinas escolares ou fazer jejum não é o mesmo, mas fica "lá prós lados"! E falo por experiência própria, porque vejo o meu papagaio a "devorar" em casa, ao fim da tarde, aquilo que não comeu ao almoço, na escola. Vai valendo a lancheira que leva de casa - a ele e aos colegas, que fazem o mesmo! Não há sintoma mais "visível" que esse. E sabemos que as perguntas que fazemos às crianças, no fim do dia, obtêm, todas, as respostas mais verdadeiras e cruas. Inquéritos para quê?

    Não será por falta de preocupação dos pais, que vão assistindo a este estado de coisas e  tentando abordar o assunto junto de quem de direito. Atualmente, no estabelecimento de ensino que o papagaíto frequenta, a situação tendeu a amenizar, depois das queixas que saltaram para cima da direção. Mas já houve tempos em que...

   Há alguns anos atrás, quando o "papagaíto" frequentava o jardim de infância, a cantina era gerida pelos funcionários da casa. Quando se decidiu subcontratar uma empresa da catering - que não vou dizer o nome, mas que o merecia! - a situação caiu na desgraça. E estamos a falar de crianças muito pequenas! A quantidade servida era ridícula, mesmo para uma criança de dois ou três anos. Gostava de saber quem eram os "nutricionistas" que faziam as ementas e calculavam as doses. Provavelmente alguém que tinha a secretária encostada ao vidro do departamento de contabilidade e gestão, por certo!

     Quanto aos professores e outros funcionários, foram deixando de almoçar nas cantinas à medida que estas iam sendo concessionadas. E o motivo é evidente... - dizia alguém, e dizia muito bem. Atualmente, no estabelecimento onde me encontro, não há um ÚNICO funcionário que lá tome o seu almoço. Mas também não posso falar mal das quantidades e da qualidade do que lá se serve, simplesmente porque lá não ponho, sequer, os pés! Há muitos anos que não ponho! Outros exemplos: num local onde trabalhei, não há muitos anos, a esmagadora maioria dos funcionários comia uma sopa no bar, ou levava a sua refeição numa marmita. Outros iam aos estabelecimentos e restaurantes das redondezas - na cantina era igual a ZERO! E isto durante todo o ano. E tem sido assim de há uns oito a dez anos para cá!

   Haverá muito quem diga que quem paga a sua refeição com o seu subsídio de refeição não merece mais! Lamentavelmente, sucedem-se casos em que o produto e o serviço nem para igualar o mísero subsídio de refeição serve! E esta? No meio de tudo, nem são os adultos quem mais sofre. Neste particular, são os alunos, quase sempre os mais prejudicados!
    Uma coisa é certa: a qualidade do serviço no tempo atrasado, em que as cantinas funcionavam com pessoal das escolas, era inquestionavelmente melhor do que no momento atual. Verdade que decorre de uma análise que é, facilmente, certeira!  E hoje, a regra ainda continua a ser esta! Entre o antes e o depois, ficámos a perder, sobretudo os mais pequenos, que não têm mesmo meio de fugir a isto!

   Ainda me lembro do Sr. António e dos seus filetes! Uma maravilha - e podíamos todos repetir, sem vergonhas

nem negas!

Esfomeadamente.Giló Papagaio Indiscreto.png

Papagaio.

2 comentários

Comentar post