Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Giló - O Papagaio Indiscreto

Aqui no Papagaio e no Sapo Blogs outra vez? Pá! Vão à praia, façam amor com a(o) namorada(o)... evitem é perder o vosso precioso tempo neste botequim! Podiam, pelo menos, ter o bom gosto de escolher outro blog Papagaio

Giló - O Papagaio Indiscreto

Ir à "disco" é fatela... prefiro a Zundapp!

  Giló Papagaio Indiscreto.png Eu não tivera noites tão más, em adolescente, ou melhor, tivera, mas por problemas intestinais, ou dores de crescimento, não por arrufos noturnos de namorados à saída de discotecas, ou má disposição gerada por bebidas ingeridas em excesso. Na verdade, nem me recordo de ter tido a oportunidade alguma vez de ganhar boleia dos meus pais para ir a uma qualquer discoteca à noite com os amigos. Mesmo que ansiasse o favor da corrida, não tínhamos automóvel, porque éramos pobrezinhos e humildes demais para o ter. O meu pai - operário, e a minha mãe trabalhava no campo, às tardes.

   No máximo, o que havia era uma Zundapp, onde o meu pai - lembro agora - me deixava sentar com o motor desligado, quandozundapp.jpg chegava da fábrica, era eu muito criança, então. Seria fatela que o meu pai me levasse de Zundapp à discoteca! Acreditem!

   Na verdade, hoje acho que o "fatela" é ir à discoteca... adoraria muito mais passar uma parte do dia a andar de Zundapp. Na verdade, acho as discotecas coisa cada vez mais pirosa, para não falar de outros problemas mais sérios.

Entendo, por isso, que os meus pais me deram uma boa educação e me levaram para o lado mais sério: apesar de sermos muito pobrezinhos, acho que fiquei a ganhar com a motorizada.

Giló Papagaio Indiscreto.png