Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Giló - O Papagaio Indiscreto

Aqui no Papagaio e no Sapo Blogs outra vez? Pá! Vão à praia, façam amor com a(o) namorada(o)... evitem é perder o vosso precioso tempo neste botequim! Podiam, pelo menos, ter o bom gosto de escolher outro blog Papagaio

Giló - O Papagaio Indiscreto

Ó Esposo, Vai Cú C*r*lho, Pá!!

 Resultado de imagem para relaçoes matrimoniais cartoon

   Há dias em que aprendemos mais do que noutros. Hoje, fartámo-nos de aprender. E que aprendemos nós, hoje? Aprendemos, por exemplo, que quando somos confrontados com um diagnóstico de cancro, a primeira das coisas que devemos fazer é... tcchhanaaaan!!!... ABANDONAR O MARIDO/ESPOSA! Ora aí está! E de preferência sem dizer "água vai". 

   Queremos dar os parabéns ao MSN Notícias, ao Notícias ao Minuto e ao Daily Mail por terem desencantado esta peça jornalística fantástica e genuína e também felicitar a professora de 56 anos que "pontapeou" o marido no orgulho sem pestanejar. É preciso ter tomates... e tumor nas ancas, já agora!

   Passemos a citar a professora "Anabela": "... fiz uma lista de desejos e o primeiro foi deixar o meu marido...tive uma boa vida... mas queria libertar-me..."

  Portanto, esta história deixa tudo em pratos limpos, tudo muito claro - e para nós ficou claro que não percebemos m*rda nenhuma!

   Ou seja, a stôra adorava o marido, mas sentia-se "oprimida";  e tinha uma vida boa, daí ter dado com os pés à sua benigna existência; por outro lado, o melhor que os carcinomas trazem é...a liberdade!!!! - essencialmente se estivermos dispostos  a humilhar a nossa cara-metade!

   Ou dar-se-á o caso de a "lady" estar saturada da vida de casada, ter um emprego de c*có e um marido bruto como o camandro, aproveitando-se da história oncológica para dar de frosques? Só Deus saberá... e o MSN... e o Notícias ao Minuto... e o Daily Mail... e a própria!

   Mas, antes de irmos embora, deliciemo-nos, ainda, com mais algunas preciosidades desta rábula da professora que pariu uma montanha para se separar: " Pediu, então, consentimento aos filhos, que apoiaram a sua decisão, e sem o conhecimento do marido saiu de casa."

   Ainda bem que a moça teve a delicadeza de sair de casa sem dizer nada a ninguém, o que, para além de muito Hollywoodesco, é também muito correto, conveniente, revela sensibilidade apurada, preocupação com os outros e inteligência q.b.Neste formato de coisas, dá-se espaço a que a causa do óbito seja efetivamente o estado clínico da paciente e não a fúria do cônjuge.

  Só há um pequeno problemazito nisto tudo... a senhora tinha uma esperança máxima de sobrevida, ao que consta, de dois anos... entretanto já passaram cinco e ela continua de ótima saúde, o que não dá jeito nenhum, note-se. Que maçada! Ainda por cima encontrou o seu antigo namorado! Que chatice! O tumor não está a cumprir o seu papel! A "Anabela", quanto à nossa modestíssima opinião, ainda corre o risco de ver novamente coartada a sua liberdade!

  Uma história deveras bonita... bem ao modo dos pasquins hodiernos e ao estilo do nosso mundo. Metade é narrativa baseada em acontecimentos mais ou menos reais... outra metade é artifício poetico-retórico da Andreia Pinto - MSN - e ademais pintelhos anexos. Afinal, todos temos de comer e pagar as contas.

   Anúncio: " Tumor, precisa-se! De preferência nas ancas! Mulher descontente procura cadeira à direita de Deus!

  Papagaiopapagaio

8 comentários

Comentar post