Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Giló - O Papagaio Indiscreto

Aqui no Papagaio e no Sapo Blogs outra vez? Pá! Vão à praia, façam amor com a(o) namorada(o)... evitem é perder o vosso precioso tempo neste botequim! Podiam, pelo menos, ter o bom gosto de escolher outro blog Papagaio

Giló - O Papagaio Indiscreto

O Seios da Sónia, a Falta de Imaginação e as Pataratices de Freud.

Resultado de imagem para freud e a sexualidade

   Nós, os papagaios, não temos nada dessas coisas de consciente, insconsciente ou subconsciente. Aquilo que vemos, dizemos, sem necessidade de análises psicológicas ou orgânicas, vindas de especialistas em hipnose, psiquiatria intrincada ou outras especialidade qualquer! Eu sou prova disso: por mais saudável ou lamentável que os outros achem, se olhar para os seios da Sónia, eu digo a toda a gente que são os seios da Sónia!, caso me perguntem. Não reprimo nada, por mais constrangedor que isso possa parecer junto de certas almas pudicas! Às vezes, naqueles dias em que estou "levado da gaita", até sou capaz de o dizer sem me perguntarem nada! Para falar verdade, nos dias "levados da gaita", apontar para os seios da Sónia é o ato mais inocente que um papagaio pode cometer. Há bem pior! Não queirais meter-vos com um papagaio num dia "levado da gaita"! Freud dizia que o desejo sexual era uma energia primária da vida humana e que servia de motivação ao homem ( e à mulher! não me esqueço da Maria Mocha!), porque não pode servir de motivação para os papagaios como eu? Eu sou papagaio q.b.!

    O tipo dos sumos também o fazia ( falar dos seios da Sónia) e, nisso, nós somos muito parecidos, quase almas gémeas. Ainda hoje admiro o tipo dos sumos - é um dos meus heróis! Na altura o homem foi aplaudido, mas também foi apedrejado por certas franjas ligadas à religiosidade extremista! Coitado - só estava a falar sobre o que via! 

   Por seu lado, um papagaio não necessita de mecanismos de defesa,nem teme apedrejamentos, não só pela corajosa condição papagaia, mas igualmente por viver a maior parte do tempo dentro da jaula. Não posso sair, mas também ninguém me acerta: por isso digo, ao menos, muito daquilo que me apetece e vem à "mona".

   Preso também não vou, porque já estou! O que se pode passar é que venha alguém ilustrado acusar de brejeirice, boçalidade ou falta de imaginação. Em relação às duas primeiras, estou-me a borrifar, porque sei que sou brejeiro, às vezes, assumo; boçal, desculpem-me, mas não sou! No que diz respeito à última, já me faz alguma mossa, nomeadamente porque preciso dela (da imaginação) para os posts! E acusarem-me de falta de imaginação deixa-me as penas em franja! Raios!Giló Papagaio Indiscreto.png

Cordialmente.

Papagaio