Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Giló - O Papagaio Indiscreto

Aqui no Papagaio e no Sapo Blogs outra vez? Pá! Vão à praia, façam amor com a(o) namorada(o)... evitem é perder o vosso precioso tempo neste botequim! Podiam, pelo menos, ter o bom gosto de escolher outro blog Papagaio

Giló - O Papagaio Indiscreto

Oito da manhã... cerveja na mão... há muito tempo!

  Resultado de imagem para rally e cerveja Não, desenganem-se, não estou a falar de alcoólicos, que esses sofrem em silêncio, escondem a sua Giló Papagaio Indiscreto.pngincapacidade, por vergonha, não se orgulham do espetáculo dado nem têm mão na sua dependência.  

 Falo dos outros, dos bêbados, mesmo; para mim, um bêbado é diferente e pior que um alcoólico, porque é um alcoólico que não vê problema nenhum! Um daqueles que se orgulham como se estivessem a conquistar um troféu, dos que o fazem como se ganhassem músculo, vissem crescer a sua masculinidade, aumentar o seu ego ou promover a sua personalidade perante os outros.

   Vejo já centenas de garrafas e copos de plástico vazios a minarem o chão. As ( garrafas) e os (copos) que já foram bebidos. Já nem falo do que está, ainda, por beber. Tal é o cenário, que se torna mais fácil pisar uma garrafa e torcer um pé, do que pisar numa pedra ou num tufo de urze! E atenção, que estamos no meio do campo, árvores e natureza crua por todo o lado! Dentro de uma horas, lá mais para a tarde, estas garrafas espalhadas vão explodir que nem minas, em forma de murros e pontapés nas trombas. Acabará tudo à frente da lei do cacetete policial. Já vi este filme! Sei bem do que falo. Esperemos só mais umas horas.

   Mais cru que o cenário, só mesmo a atitude das pessoas, e ponho-me a pensar como é que certos estômagos aguentam estes hábitos degradantes e pouco salubres. Ao exagero brutal das quantidades, junta-se também o inadequado da hora. 

   Poderá haver quem se enraiveça e diga que o exagerado sou eu! Por mim, tudo bem... a zona de comentários está já aí abaixo, é só usar. Na verdade, digo isto porque estou no meu blog, e o blog é meu e, aqui, eu posso dizer o que quiser! E a situação escandaliza-me. Ponto.

   Sem hipocrisias, noutro sítio não o diria, provavelmente. Às vezes falta-me a pachorra para aturar a verborreia opinativa e considerativa de qualquer brega boçal, tendo que me calar, só porque estou na casa dele. Aqui, estou na minha casa!

   Então digo: acho-nos  demasiado rodeados de bêbados, um pouco por todo o lado, gente que não sabe festejar nem estar alegre. Fazemos concorrência a outros, como ingleses, alemães, holandeses... e muitos outros. Somos fatia do bolo. Não todos, claro, mas os que o são, acho que são demais.

   Sete da manhã... deixa cá ver... sinto-me bem disposto e estou com amigos. O que é que vou fazer? Embebedar-me! Não paro nem quando estiver a cair, a dizer disparates, a vomitar... só quando chegar a polícia de choque.

   Concluo: tenho de desligar - vou ajudar alguns conhecidos que estão nos alcoólicos anónimos. Esses ainda têm saída. Aos outros, deixo-os, que se ajudem a si próprios.Giló Papagaio Indiscreto.png

   Até logo, à hora da porrada!

Cordialmente.

Papagaio