Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Giló - O Papagaio Indiscreto

Aqui no Papagaio e no Sapo Blogs outra vez? Pá! Vão à praia, façam amor com a(o) namorada(o)... evitem é perder o vosso precioso tempo neste botequim! Podiam, pelo menos, ter o bom gosto de escolher outro blog Papagaio

Giló - O Papagaio Indiscreto

15% off first order at luvyle.com

Onde está o Wally?

  

agir-papagaio-blogs.jpg

   Não sei se as pessoas me acompanham, mas encontrar o Wally é das tarefas mais fáceis de realizar no mundo. Ele está sempre lá, nunca falha, ao contrário do que possa parecer! Por isso, se vos perguntarem onde é que está o Wally?, comecem sempre por responder: «-Está ali, na página!». A primeira coisa disto tudo é que é verdade e a segunda é que, quem disser tal, tem sempre razão. Em seguida, só é necessário apontar entre o tortellini labiríntico das cores e o macarrão marado das personagens.

   Da mesma forma, também é muito fácil encontrar o Agir. Se alguém perguntar onde é que está o Agir?, pode-se sempre responder: «- Atrás das tatuagens!». Depois é só necessário apontar entre as cores e os desenhos psicadélicos e escanifobéticos. Se ninguém souber o que significa "escanifobético", não é caso para preocupação exagerada, uma vez que eu também não sei de todo o que é que o raio da palavra significa, embora reconheça que soa a qualquer coisa muito estranha e bizarra, por isso é que a escolhi para colocar estupidamente aqui no post e dar brilho sensacionalista ao texto, ao estilo do Correio da Manhã, que é uma publicação pelintra que usa palavras escanifobéticas em títulos escanifobéticos para supostas notícias escanifobéticas, desprovidas de conteúdo. A bem que o digamos, o Correio da Manhã está para o Papagaio Indiscreto um pouco como o Papagaio Indiscreto está para o Correio da Manhã. Enquanto que o Correio da Manhã é uma espécie de Papagaio Giló da Imprensa, o Papagaio Giló é uma espécie de Correio da Manhã da blogosfera. Provavelmente, estará explicado o vazio...! Enfim, avance-se!

   Não obstante, e voltando ao busílis - que também é um termo que eu não sei mesmo o que quer dizer, mas que dá igualmente um jeito convenientíssimo no discurso, pelo estilo estiloso que encerra -  se não encontrarem o Agir atrás das ditas pinturas cutâneas, há sempre a possibilidade de o encontrarem num dia de sol a fazer de varal para prender a roupa que  a madame está a corar. Quem tiver falta de molas pode sempre telefonar ao Agir a pedir emprestadas as argolas, sobretudo se vocês estiverem a fazer máquinas com roupa de cor, embora a roupa branca vá igualmente bem com o padrão das tatuagens. Quem sabe não passa a Joana de Vasconcelos pelo bairro e se apaixona pelo quadro de imediato, requisitando a imagem sui generis para uma das suas apresentações de peças de "arte". Ainda acaba tudo à boca do Tejo a viajar num cacilheiro enfiado numas cuecas de renda e iluminado por um candelabro feito de tampões Evax... e com as argolas a fazerem de estendal!

    Por A mais B, fica, então, aqui provado que encontrar o Wally e o Agir é deveras muito fácil. Da mesma forma, também é muito fácil encontrar o Engenheiro Sócrates. Se alguém perguntar onde é que está o Engenheiro?, pode-se sempre responder: «- Das três, uma: ou está em Évora, ou está em Paris ou está na Universidade Independente nos exames de equivalência!» - caso a pergunta seja feita ao domingo da parte da manhã.

   Da mesma forma, também é muito fácil encontrar o Doutor Isaltino. Se alguém perguntar onde é que está o Dr. Isaltino?, pode-se sempre responder:«- À porta da Câmara, a tentar arrombar furiosamente a fechadura!»

   Da mesma forma, também é muito fácil encontrar o Major Valentim. Se alguém perguntar onde é que está o Major?, pode-se sempre responder:«- Na feira de Gondomar, a tentar convencer outra vez as velhas que é boa pessoa!»

   Da mesma forma, também é muito fácil encontrar as armas de Tancos. Se alguém perguntar onde é que está o arsenal do exército?, pode-se sempre responder: «- Em qualquer parte, menos no paiol!».

Bons livros...

Papagaiopapagaio