Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Giló - O Papagaio Indiscreto

Aqui no Papagaio e no Sapo Blogs outra vez? Pá! Vão à praia, façam amor com a(o) namorada(o)... evitem é perder o vosso precioso tempo neste botequim! Podiam, pelo menos, ter o bom gosto de escolher outro blog Papagaio

Giló - O Papagaio Indiscreto

Soluções para Bico de Papagaio

bicos de papagaio.jpg

   A minha bisavozinha que-Deus-tem, coitadinha!, lá tinha os segredos, unguentos e feitiçarias dela. Na altura, o que faltava em medicina e em ciência, sobrava em estupidez e parvoeira, de modo que cada um se desenrascava orgulhosamente como podia, na fatídica da sua condição.

   No pior dos males, a melhor das mezinhas, sempre com enorme e inventivo sentido prático... e pouco olho clínico! Só me aborreci com ela -a bisavovó- no dia em que a criatura embirrou que tinha de me levar ao bruxo Evaristo por causa de uma porra de uma farpa que se me entrefolhou nas costas dum dedo! Acho que a velha da viúva interiorizou que a teimosia da farpa em não sair do lugar era de algum mau olhado lançado por uma múmia qualquer que tinha nascido, ainda, nos idos  do século XVIII, era o Absolutismo, então, ainda uma moda muito em força.

  Como também gostamos de ajudar,  e como reação reformista e manifesto de inconformismo para com a tal bisavó "mula", deixamos uma "bula" moderna, para acabar de vez comigo próprio :

Guia Clínico Anti-bicos de Papagaio

(acompanhado de notas marginais de autor)

  - Deixar de comer: o peso corporal  em excesso é tramado para os bicos, mas deixar de comer não é uma opção;

  - Deixar de beber: também não é uma opção, ainda que, no nosso caso, não bebamos muito;

  - Deixar o sexo: uma vez deixei-o esquecido numa casa de banho em Abrantes, tive de voltar atrás para o ir buscar e, felizmente, ainda ninguém lhe tinha mexido. Se o palmassem, ainda não sabemos como é que hoje iríamos fazer xixi! Falando verdade, já deixámos o sexo há alguns séculos... e consideramos que possa trazer melhoras, sobretudo se abandonarmos aquelas posições mais esquisitas do kamasutra, as que ficam bem para lá da página 69 do compêndio.  Mas esta medida é um tédio de morte; mais vale morrer de bicos de papagaio, porra!;

  - Deixar de dançar: como nunca soubémos dançar, também não nos parece que os bicos venham daí, nem que daí venha muito proveito clínico!;

- Deixar o tabaco: francamente!, o tabaco até é favorável à nossa saúde, na medida em que nos alivia o peso da carteira; como é que provoca bicos de papagaio?;

- Deixar a esposa: GLACT!... se ela for agressiva até que pode fazer algum sentido! É um peso a menos nas costas!;

- Cloreto de Magnésio: isto sim, é falar com qualidade!... perdão, isto é só para quem já está paralítico, afinal! - segundo o padre Schorr!;

- Fita adesiva: substancialmente é o único tratamento sério que aconselhamos. E mata o mal pela raíz!

Saudações clínicas

Papagaiopapagaio

11 comentários

Comentar post

Pág. 1/2