Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Giló - O Papagaio Indiscreto

Aqui no Papagaio e no Sapo Blogs outra vez? Pá! Vão à praia, façam amor com a(o) namorada(o)... evitem é perder o vosso precioso tempo neste botequim! Podiam, pelo menos, ter o bom gosto de escolher outro blog Papagaio

Qual é o melhor nome para dar ao seu filho?

 

nomes de bebés.jpg

    Está a pensar em dar à luz? Por mim, tudo bem!; eu opto pela via mais fácil e dirijo-me à cozinha para ligar o interruptor, mas se o (a) querido(a) leitor(a) estiver na teimosia firme em ir abrir as pernas até fazer corrente de ar,  colocar-se aos gritos como se não houvesse amanhã e atirar-se às paredes num quarto de hospital,...se é essa mesmo a sua intenção, fazemos aconselhamento onomástico para seres nascidos no masculino. Saiba quais os nomes que estão na berra e qual a vida que o seu filho pode esperar com a designação identitária que você lhe vai dar para o resto da vida e anexos. Escute só:

 - Afonso - este está na berra há já alguns anos. Quando a moda passar, o consumo de antidepressivos aumenta!

- Martim - outra mania! O caso é pior que Afonso! Tem aquela fineza no som, mas Martim rima com "Pudim".. ai!, na escola!!!!

- Óscar - sem comentários! Dá jeito no mês de março, que é quando todos querem ter um, embora do outro lado do mundo!

Santiago - Escândalo! É um dos nomes mais desejados pelas mães. E o pior é que são dois nomes, não um! E não vai a lado nenhum que faça sentido!

- João -  Eu não me chamo "João", o que é uma sorte... e mostra de que quem me deu o nome quis ser algo original!

- Francisco - Tudo bem! O problema é que ninguém acaba por ser "Francisco"... passam todos a "Chico"... Hi! Hi!

- Rodrigo - Excesso gutural. É bom para quando estamos constipados... com expectoração! LOL! Muitos adoram! OK!, meu!!!!   

 - Miguel - É muito original... soa a fruta madura, pronta a ser apanhada. Também rima com "pastel" e ... coiso...

- Duarte - É nome de gente importante, sem dúvida!

- Gabriel - Rima com "Miguel". Gera é desconfiança... toda a gente vai achar que é uma peste, por ter nome de anjo.

- Gonçalo - Lá está a tal coisa das modas!. Há meia dúzia de anos isto podia dar direito a gargalhadas e comprimidos. Hoje, é chique! Ahhh... e rima com "estalo" e "robalo". 

- Pedro - Pedro Penedo da Rocha Calhau! Cá está uma boa sugestão... e é uma maneira de fugir à atroz falta de originalidade. 

- Tiago  - A malta diz que não acredita em Deus, QUE O SAGRADO É UM EMBUSTE!; ou seja,  gostamos de nos armar em ateus e, depois, "toca a ir à Bíblia buscar nomes religiosos!".  É caso para dizer: " SANTA BEBEDEIRA!"

- Dinis - Importante e poético, embora muito datado. Vai cair em desgraça! « - Ó Dinis, já foste à caruma, hoje?»

- Rafael - Soa a Tartarugas Ninja!

- Diogo - Um caso gravíssimo! Outra vez excesso de gutural com dental. Péssimo para a minha garganta e para a minha placa... é traiçoeiro por causa dos perdigotos!

- Lucas - Sensação a eletricidade e a nome de lâmpada para faróis de automóvel! Nááááá!

- Salvador - Outro muito na moda e muito desejado! Resta saber por quê! Lá está: religião e ateísmo de mãos dadas. É um nome coerente com os dias instáveis em que vivemos, sim senhor! E tem ar de festival...

- David - Este é complicado... aponta para tamanhos... e fartos de " O meu é maior que o teu..." estamos nós!

- Vicente - Rima com "aguardente". Já foi um nome meio maldito, e vai voltar a ser... é só os gostos mudarem. Estás feito, ó Vicente!

- Simão - Havia um macaquinho com este nome que era herói de banda desenhada. Desde aí, eu fiquei com a imagem, perdoem-me!

- José - Já cá faltava! Não comentar, por favor! 

- Mateus - Outro! vá, tem nome de compota! Salva-se da crítica!

- Diego  - Isto não é português... era só para avisar os pais.. e os juízes dos tribunais. Se "Diego" for português, então "Diogo" é sarraceno"

- Manuel  - "Ti Manél tinhúma quinta... iá, iá, ou!

- António - tudo bem, mas quando for velhinho não se livra do " Éh!, Tintóino!" 

- Vasco - nome de vassoura, quero lá saber! Começa por "V" e, para mim, é quanto basta!

- Leonardo - Ataque cardíaco, tenho de ir tomar os meus comprimidos... acudam... LEONARDO! Nem digo com o que rima...

- Bernardo - Eu também via uns desenhos animados com um cão muito bonito... para além disso, é nome de cobertor ou saco-cama!

- Luís - nariz, Paris, giz.. ai!ai!, como a vida vai ser difícil...

- Eduardo - até é fixe... debaixo de água! O Tim Burton também gostou... e destruiu o nome!

- Isaac - tipicamente português.

- Rúben - cheira a nome de pneu recauchutado e de marca branca. Ninguém sabe o que quer dizer, mas muita gente atira com isto para cima dos inocentes. Eu ajudo: tem algo com cores, entre outras variadas coisas...

- Filipe - Sarraceno... não devia ser autorizado em Portugal... viva o 1º de dezembro, carago!

 - Matias  - não conseguimos comentar, tal a profusão de alarvidades que nos ocorrem... sério que é melhor não!...

- Leandro - O rei da Helíria do Paraguaçú... há coisas mais feias... e bonitas... Hi! Hi!

- Xavier - xaile, xourixo, xávena, xalxicha...xinco, xeis, xete...

- Papagaio Giló - é o único nome decente que aqui se aproveita! Tem estilo q.b. e inspira profunda confiança.

 

    Sabia que a atual Lei portuguesa sobre o assunto, refere que, à luz do artigo 1875.º, nº2 do Código de Procedimento Civil “A escolha do nome próprio e dos apelidos do filho menor pertence aos pais; (e que) na falta de acordo decidirá o juiz, de harmonia com o interesse do filho".? Como os juízes têm parte no assunto, por isso é que, porventura, fica explicado o gosto meio duvidoso com certas escolhas dadas aos nomes dos ganapos. Eu conheço um indivíduo que se chama Otávio Está Encerrada a Sessão...ervas recreativas de algum  juíz, certamente!

     Os pais são, portanto,  os primeiros titulares do direito de escolha do nome do filho menor, direito que deve ser exercido em conjunto, e não isoladamente.  Não obstante, esta declaração pode ser prestada por ambos os pais, mas também  só por um deles ou por qualquer das pessoas com legitimidade para declarar o registo. Em Portugal, para além dos pais, também temos a figura abominável  da madrinha que, apesar de, na generalidade das vezes, não se enrolar na cama(??????), tomando parte e participação na feitura do bebé, com o (suposto) pai, tem quase sempre a mania que manda e decide,  injetando veneno e criando literatura da boa; por isso, mete o bedelho na decisão do nome que se há de dar ao pobre infante! Mas isto é um particular muito em voga no espaço português, e não se costuma passar tantas vezes nos países civilizados.


   O nome completo deve compor-se, no máximo, de seis vocábulos gramaticais, simples ou compostos, dos quais só dois podem corresponder ao nome próprio e quatro a apelidos. ( Isto é relativamente recente, e o D. Duarte, quando souber da implementação desta medida, vai achar que é uma grandessíssima m*rda ao reconhecer que o seu estatuto de nobreza está ferido de morte, nos seus pilares: em linguagem do povo, vai ficar f*didinh* quando souber que os próximos oito flhos que ainda pretende ter, já não vão poder usar 23 nomes próprios e 49 apelidos!

Papagaio

P.S. Caso não tenham reparado, acabámos de nos meter com os gostos inabaláveis de metade da população portuguesa, isto sem contar com os pais e as mães! Em primeiro lugar, é preciso "tê-los no sítio" ( e o juízo completamente fora!); em segundo, encontramo-nos, mais tarde, em tribunal. Saudações onomásticas!papagaio.jpg
 

 

 

A IURD é que devia ganhar o festival!

plágio festival da canção.jpg

 

Citação de Diogo Piçarra:

" Não, eu não sabia que a IURD existia...e que faziam músicas... e que as cantavam... eu nem sei inglês...! O que é que quer dizer “Open our Eyes"? Em 1976 eu ainda nem era nascido!  Pastor norte-americano Bob Cull quê? Não tenho Facebook nem uso telemóvel! Desconhecia que nos Estados Unidos havia pastores e ovelhas! Pensava que a pastorícia era só em Trás-os-Montes, juro!!!"

 

     Depois do que (não) aconteceu a / com Tony Carreira, duvidamos que Piçarra não tenha já o "Caneco" na mão, na grande final. Não é uma questão de música, é uma questão de língua portuguesa. 30% da população não sabe o que é que significa a palavra "dicionário", 68% nunca abriu um e 17% continua a confundir a palavra "plágio" com "plástico" ou "plasma"! 44% das pessoas que fazem essa confusão são juízes, 25% são advogados, 23% veem a "Casa dos Segredos", na TVI, aos domingos à noite, e os restantes são os próprios concorrentes da Casa.

    Eu ajudo: Plágio - s.m. roubo; roubo literário, artístico ou científico; apropriação indevida.

                    Plástico - s.m. (adj.) - designação dada a materiais  sintéticos empregados no fabrico de objetos moldáveis; (não confundir com "plástica").

                   Plasma - s.m. -  linfa; parte líquida do sangue; (não confundir com "plasma" aparelho equivalente a uma televisão e que serve para ver festivais da canção e concertos na Meo Arena!).

        Nós vamos, aqui e agora, deixar um excerto literário da nossa autoria!?!?!? Se descobrirem que a seguinte passagem é um PLÁGIO, o mínimo que exigimos e esperamos, neste nosso país,  - que é PORTUGAL -  é sermos agraciados com o Prémio Camões:

 

" Olhei aborrecido(para a minha figura no espelho. M*rda para o cabelo! - não havia forma de ficar penteado, no lugar... e m*rda para a Catarina Furtado, por estar a apresentar o festival e me deixar nesta provação. Eu devia estar a estudar para o meu teste de físico-química, que era já no dia seguinte. Mas ali estava eu, agarrado à escova de pentear. Não posso ficar com o cabelo assim, ai!, se a minha gaja/meu gajo me vê!!! Não posso ficar com o cabelo assim... não posso ficar com o cabelo assim...!

Tentei controlá-lo, mais uma vez, assim. Revirei os olhos desproporcionalmente grandes e desisti! Telefonei à Lili para me vir ajudar... mas ela não pode vir, uma vez que ainda se encontrava na cama com a Maya...

Estava perdido(a)! A única opção era telefonar ao Carreira ou ao Piçarra, mas também estavam os dois na cama...huuumm! cada um na sua.... hummm! depois da birra que tiveram... huummm...

A minha única opção seria prender o cabelo num rabo-de-cavalo e esperar ter um aspeto minimamente apresentável, para quando chegasse o Cláudio Ramos, com os seus ténis infantis, e me entrevistasse para o "Passadeira Vermelha"..."

 

     Papagaiopapagaio.jpg

    

Vais para a escola? Leva a Pistola!

armas nas escolas.jpg

   Os portugueses que nos leem sabem que, aqui no blogue do Papagaio, desde finais de outubro de 2016 que somos fãs incondicionais da administração da Casa Branca e que apoiamos D.D. Trump na esmagadora maioria das medidas e atitudes que costuma tomar.

    Mais uma vez, só podemos estar de inteiro acordo com o Partido Republicano americano e com as suas sugestões para aumentar a segurança nas escolas estadunidenses. Armadilhar as salas de aula é uma excelente sugestão! Só peca mesmo por chegar tardiamente e não começar já pelos ganapos do primeiro ciclo e pelos jardins de infância. Toda a gente de G-3 na mão! e é já! De pequenino é que se torce o gatilho! 

    Os professores passam a transportar revólveres e caçadeiras de canos cerrados e as mochilas e lancheiras dos alunos devem ser adaptadas com compartimentos-extra para carregar com material de guerra. Os pais já começaram a receber ações de formação no sentido de estarem alerta para ver se não falta o material escolar necessário; para além do leite chocolatado, das chupetas, da revista Penthouse e dos preservativos, as navalhas de ponta e mola, as pistolas automáticas e os carregadores de munições têm de fazer parte, como material didático e de proteção.

    Os docentes americanos, Q.Z.P. e contratados, são imensamente afortunados na sua condição: têm muito por onde escolher, até se podem fornecer no mercado negro com Bazukas e Rounds de .45 a preços especiais. Rebentar com a tola a um encarregado de educação ou espetar uma coronhada nas beiças dum auxiliar é do mais fácil que pode passar a haver! Segurança acima de tudo!

     Em Portugal, para dar o mau exemplo, medidas do género das de Trump nunca chegarão a ver o sol. É uma POBREZA! Alguém ainda sugeriu, lá para os lados do Parlamento, que se fizesse alguma coisa, mas foi então que se lembraram de falar de Tancos...e três deputados morreram logo a rir! Algum efeito sempre teve, a bem de se ver...que os deputados não fazem cá falta nenhuma!

    Ainda assim, se os hipermercados Continente e Pingo Doce se quisessem associar à Porto Editora e ao Grupo Leya e apoiar uma medida deste género no próximo regresso às aulas, bastava que passassem a reforçar as suas prateleiras e os seus catálogos com uma data de material escolar que passamos a descrever e a sugerir na seguinte lista: lápis, revólveres pretos, fichas de atividades, granadas anti-pessoal, guaches, morteiros, cadernos de linhas, metralhadoras autografadas pelo EI, papel cavalinho, carretos de munições, livros de colorir, miras telescópicas, compassos, caçadeiras, livros de apoio para os exames do 9º...

   Só há uma esperança, e essa pode ser trazida pela Remax - optar por um programa de PERMUTAS! Os professores passam a usar e a receber armas, que permutavam por livros de etiqueta, boas maneiras, língua portuguesa e educação física da terceira classe, que, por sua vez, deveriam ser distribuídos aos sargentos do Regimento de Comandos. As estrelas porno do Kinky Lusitanas permutavam caixas de dildos de todas as cores e tamanhos, e vergastadores sado-maso com as mães de Bragança; estas últimas enviavam à troca cartilhas maternais do Estado Novo e catecismos das Edições Paulinas, às freguesas de perna aberta do Sexy Hot.

   Trump não se lembrou disto... ainda!

 papagaio.jpg

 

Papagaio

Se conduzir, não blogue!

 

conduzir e bloggar.jpg

      Na minha terra, o código da estrada é muito diferente do código da estrada de Lisboa!  Um agente da autoridade mandou-me parar numa operação STOP improvisada e acusou-me de eu ir no trânsito a conduzir e ao telemóvel, tudo ao mesmo tempo. Isto é, primeiro que tudo, uma afronta à minha identidade sexual; depois, só pode ser uma grandessíssima mentira do sr. escaravelho agente da autoridade!

     Eu sou um GAJO! Basta isto e fica-se logo a saber que não tenho competências para fazer duas coisas ao mesmo tempo! Das duas, uma: ou eu ia a conduzir, ou ia ao telemóvel; nunca ambas as cenas juntas! Decida-se, sua besta multante! Pior: o indivíduo devia estar mesmo de má fé. A bem de ver, não me acusou de fazer duas coisas ao mesmo tempo, mas de fazer TRÊS!: de estar a conduzir, a falar ao telemóvel e de vir no TRÂNSITO. Àquela hora e naquela estrada particular, eu não vinha no trânsito, para mais sendo no Alentejo!

    Como se isto não chegasse para me ilibar da coima, bastava que o polícia lesse o meu currículo e constatasse que eu, só a título de exemplo, nunca na vida fiz um "menàge à trois". Não por ser uma alma repleta de moralidade e bons costumes católicos, mas porque só tenho duas mãos, um pirilau e um cérebro monocórdico. Se eu me dedicasse a fazer amor com duas mulheres ao mesmo tempo, corria o risco de uma delas começar a sentir-se uma espécie de sem abrigo, repentinamente, por falta prolongada de "atenção e carinho"! Lá seria eu multado novamente!

     Eu compreendo que uma mulher consiga "aviar" dois homens ao mesmo tempo, em cima da mesma cama ou da mesma máquina de lavar, mas eu só consigo fazer amor com uma mulher de cada vez. Primeiro, uma...depois, a outra... e muito devagarinho!  Não digam é nada à Papagaia, não vá ela ficar dececionada com a minha perda de qualidades!

    Mas voltemos ao polícia que me queria sodomizar: "- Documentos do condutor e da viatura, por favor, triângulo de perigo, colete refletor, caixa de preservativos...vaselina...50 Sombras de Grey...o material está todo! Mas o senhor condutor vinha ao telemóvel!

- F*d*-se! - disse-lhe eu. - Ó Sr. Guarda, eu nem sequer sei conduzir quando estou a escrever! E quanto ao telemóvel, eu não faço chamadas! Eu uso-o unicamente para enviar posts, e isso é só quando estou completamente bêbedo! Juro pelo meu santíssimo blogue que o Sapo lá tem!!!!

Papagaiopapagaio.jpg

Seis formas de como fazer brilhar os seus postos

listas e números.jpg

1. Publicar em formato de listas  - Em Portugal, quem é que não gosta de uma lista? As listas de vagas de entradas no curso, as listas dos resultados do teste de matemática, a lista do supermercado. Ter uma lista é garantia de gente à nossa volta (e de nariz colado na lista!). A malta ADORA estar na lista!

2. Escrever um posto fácil de escrever - é importante construir frases curtas, porque assim é mais fácil! Como eu escrevo frases compridas, - maiores que o meu pirilau (e olhem que ele é bem GRANDE cumó caraças!) - ninguém me lê. A verdade é que eu faço de propósito, uma vez que tenho algumas dificuldades em lidar com a fama que se abate sobre mim. O meu objetivo é não ser lido, por isso, faço texto corrido, para complicar a vossa perceção sobre as minhas ideias e para dispersar no assunto que eu já nem sei qual é que ele era. Portanto, se querem ser lidos, vão diretos ao "ponto" ou à "coisa", conforme sejam homens ou mulheres...ou vice-versa.

3. Tentar tornar-se viral - Se estiverem com dificuldades em atingir a viralidade nos vossos textos, tirem a roupa toda e vão em pelota para a rua, num dia de inverno. Se, ainda assim, não funcionar, podem tentar levar o portátil para a sala de espera de um centro de saúde, entre novembro e janeiro. Isto faz com que tenham potencial para viralizar: não convém é exagerar, porque se apanharem uma infeção bacteriana, podem ficar sem poder escrever postos durante várias semanas, e isso acaba com o vosso blogue! Para não dizer com a vossa vida, embora isso seja de somenos importância. O blogue primeiro!

4. Tentar fazer parecer que se é uma autoridade no assunto - selecionem um tema, decidam sobre o que escrever dentro desse assunto e abordem a matéria em diversos tópicos. Se se fizerem acompanhar por um daqueles livrinhos de multas parecidos com os da EMEL, passa muito a impressão e o medo aos visitantes de que, realmente, uma pessoa entende  MESMO sobre o que  está a falar. Até pode ser que recebam uma gorjeta e um pedido de desculpas.

5. Façam autopromoção a todo o custo, até doer, se for preciso! - É claro que, mesmo que vocês façam um conteúdo de qualidade, muito provavelmente é que deixarão alguns leitores internautas a bocejar. O tempo e o espaço são curtos: se estiverem a falar de viagens e foram, na vida real, a lado nenhum mais distante que o Samouco, não se esqueçam de remeter no vosso blogue para os vossos outros postos de viagens ao Rio, Marraquexe, ou às encantadoras Cataratas de Vitória.  Se não foram às Cataratas , digam , ao menos, que passaram pelo Made in Correeiros!

   Por isso,  deve-se sempre aproveitar a lista de lugares onde nunca se esteve, para polir os sapatos e fazer render o peixe, e sugerir outros destinos que complementem a bazófia, comprovada com os postais comprados na loja dos trezentos de Carcavelos, e que estão dentro da velha caixinha de bolachas. 

6. Façam postos com números - Existem muitos estudos que indicam que o ser humano gosta de números. Um desses estudos, por exemplo, realizado pelos meus colegas da classe, há 8 dias atrás, mostra que títulos e textos que possuem números são os preferidos das pessoas. Não digam: "...mulheres apalpadas em Hollywood..."; digam "... 100.000 mil mulheres com busto copa C/46 apalpadas 385.000 vezes no rabo por 2.000.000.000  biliões de milhões de realizadores, atores e 1 jardineiro que ia por ali a passar por acaso, dentro de um estúdio de filmagem com 500.000 m2 e espaço de garagem para 7.000 viaturas de luxo...".

Isto dos números  explica-se em parte pela teoria da especialização funcional hemisférica, que afirma que o nosso cérebro e o nosso porta-moedas possuem diferentes áreas que são especializadas em diferentes funções. Por causa disso, lá estão as nossas preferências cognitivas e neuroparapsicológicas por números, desde que eles não sejam exagerados. Perceberam? Já agora, o valor de (π)Pi é = a 3,14!

Mas serve qualquer número? Não! Alguém descobriu que os mais populares são os seguintes: 69 (nesta ordem), 0, 10, 23, 16, 66, 99 e 24. No próximo posto, explicaremos o porquê, sobretudo do 69 e do 66.

Pap...papagaio.jpg

 

A Máquina do Tempo, C(o)antada à Capela (Ó Tempo Volta pra Trás...)

joao capela relógio.gif

   O tempo passa a correr e, quando olhamos para trás, já passou! Também ouvimos que as 24 horas do dia não chegam para quase nada. Outros dizem que a vida é curta e é pecado desperdiçá-la. Pessoalmente, queixo-me que, às vezes,não tenho tempo que chegue e fica tudo para depois! Gostávamos que a vida durasse mais, ou que pudéssemos puxar os ponteiros para trás...

   Mas, agora, já há uma solução para todos estes problemas! Não!, não é o Cogumelo do Tempo do Roberto Leal!; é um aparelho à Doc Brown, comprado na "Feira do Relógio", por um árbitro da Primeira Liga.

   Relógios Capela, o Santo Graal da Vida Eterna (ou o Delorean do Regresso ao Futuro)!

Papagaiopapagaio.jpg

   

Um Doutoramento em Chás

Resultado de imagem para chá cartoon     Depois das enxurradas de ações de formação soporíferas e sistemáticas e das pós-graduações honoris causa sobre cafés - como tirar um café, como beber um café, inflacionar um café, a psicologia do café, a taxa do café, a torra do café, o grão do café, a moagem do café, a dosagem do café, a sexualidade do café, a etnia do café, a religião do café, o soneto do café,  a febre do café, a legionela do café, a ideologia do café, a cor política do café, os incêndios de Pedrógão do café, as hemorróidas do café, o café e o vídeo-árbitro do café, os desenhos a guache nas chávenas do café, o cú pró ar do café, as energias renováveis do café, a união de facto do café ( módulos essencialíssimos na Faculdade de Ciências Pindéricas e Exotéricas do Café e nos programas de reformados do Goucha, da Tânia e da Fátima), temos a Bárbara Wong e a apologia das teorias Victoria Bisogno, El Club del Te e Mariage Frères sobre o chá, tudo proveniente das casas mais distintas de Chá de Barcelona, Londres e Paris, claro está! Budapeste, Cracóvia e o Alto dos Moinhos ficaram de fora do itinerário, por razões ainda desconhecidas!

    Deve estar para nascer outro nicho! Bárbara Wong descobriu um novo guru das infusões, de seu nome Ana Vieira! Preparem-se todos para abrir os guarda-chuvas porque se avizinha um anticiclone de altas (de)pressões, repleto de perdigotos, sacos de chá pelo ar e ervas a ferver nas redes sociais, durante a próxima temporada, e a bem da conta bancária da Ana! EH!EH!

    Ana Silva Vieira (licenciada em infusões pela Universidade da Pontinha e catedrática em bules e em ebulição finérrima, pelas principais casas da especialidade, situadas nas principais cidades mais snobes chiques da Europa) já veio esclarecer que o chá tem ENORMES potencialidades para ser introduzido na culinária - já estamos mesmo a ver o Ljubomir Stanisic a aderir religiosamente a esta nova trend, e a não resistir a  introduzir no seu menú bárbaro, um prato chamado Chá de Tília com Vísceras Cruas de Cabra Montesa em vinha d'alho e Infusão de Salmonela. Ou  Carapauzinhos Fritos do Dia Anterior com Chá Preto das Tias Púbicas.

  Jura o artigo do Público, que Ana Vieira vinha a caminho de casa, proveniente da academia da Pontinha, e teve de se dedicar intensamente à família por causa de qualquer coisa que encontrou no trânsito, entre Massamá e o Martim Moniz... foi então que descobriu o chá, provavelmente na prateleira do armário de cima,mesmo como quem vira à esquerda da cozinha gourmet, junto à porta onde estão empilhados os tachos da Silampos e as frigideiras anti-aderentes da Ideia Casa.UAU! Ter-se-á feito luz!, e a moça pensou: " - e se eu escrevesse um livro e abrisse uma página na internet com pilhérias sobre chás? Toda a gente vai morder o clickbait, carago!" ( "carago" já sou eu a inventar!).

   Então, caríssima Ana, para quando o Bacalhau com Batata a Murro com Chá das Cinco? Deixamos esta sugestão para o novo livro da Anita. Na futura loja de chás online que ameaça abrir,  poderá introduzir, quem sabe?, uma Caldeirada de Lulas marinadas em Chá do Ceilão. Ou Ovas de Paloco em Salmoira com Chá de Camomila e Batata Cozidas às Rodelas. Como estamos a caminhar para março, podia-se aproveitar e fazer umas favas com chouriço e Chá Gorreana. Ficam, aqui, as nossas sugestões. Para rematar,convidava-se o Miguel Esteves Cardoso para ir jantar lá a casa um pernil com bolachinhas inglesas e chá-hortelã.

   Ana Vieira, no seu novo livro, também promete explicar como é que se tornou numa Sommelier de Chá e o que é que faz uma Sommelier das infusões. Já adiantou que um Sommelier  do chá é uma pessoa que sabe tudo sobre chá, ou seja, é uma espécie de cusca da Madragoa ou do Bairro Alto, só que, em vez de se debruçar na varanda a pendurar as cuecas do marido no estendal enquanto vai falando mal da vizinhança às velhas da frente, faz tudo isto dentro de um salão de chá, na companhia de um bule a ferver e de gente bem.       Para além disso, uma sommelier do chá elabora cartas de chás, faz consultoria do chá, serviços de Afternoon em hotéis ( a Nasa encomendou um estudo espectral e de choque de partículas no salão do Ritz, para tentar descobrir que serviços são estes e o que é que Afternoon quer dizer!) e explica a história do chá no Mundo e em Portugal. Por exemplo, D.Afonso Henriques fazia caçadas secretas e depois tomava javali com chá; o Infante D. Afonso não tinha vintém e não podia comprar chá,bebia Licor Beirão, que era o licor do povo; D. João V tomava várias infusões para o flato, que nunca fizeram efeito; a Dª Amélia aproveitava as saídas do rei D. Carlos e tomava chá de canela e pau de cabinda na cama com os seus amantes  - sobretudo com aqueles que tinham pirilaus menos beneficiados.

   Ana Vieira remata, no entanto, que tudo isto é de somenos importância. O mais importante é saber fazer o blend dos sabores, para que estes não se anulem. Se estiver a tomar chá verde do Japão,por exemplo, nunca acompanhe com uma colheita de posta mirandesa. Opte sempre por escolher peixes da nossa costa, como a lagosta suada ou a sardinha espanhola de escabeche. Se quiser tomar um chá em companhia de gente divertida e bem humorada, não caia na tentação de encomendar infusões de cannabis recreativa das lojas de Toronto, muito menos fazê-las acompanhar por lampreia à bordalesa, uma vez que pode gerar efeitos secundários, como histeria, alucinações e gente a babar-se pelo chão da sala.

Papagaiopapagaio.jpg

Didática de Esquerda, Pedagogia de Direita e Estupidagem de Papagaio


pensamento papagaio sapo blogs pedagogia.jpg   Hoje de manhã, quando nos levantámos, sentimos um arrepio na espinha! E não foi do frio, que o tempo até tem estado bonito e aprazível para os lados do papagaio lusitano! Foi que ligámos o rádio e o tipo que tinha o microfone encostado às trombas estava a dizer que a Esquerda quer aproveitar a influência que tem no Governo para avançar com uma ideologia comunista dentro das salas de aula! É quase tão mau como se a Direita aproveitasse para avançar com uma ideologia de direita para impor dentro das salas de aula.

   Nomeadamente, e também no que concerne...é de todo desaconselhável tentar introduzir seja que ideologia for nas aulas, as salas estão mais ou menos bem assim sem ideologias nem pensamentos que sejam e vir, agora, para cá com ideias é subversivo e disruptivo, porque os utentes daqueles espaços não estão habituados a ter ideias nem a gerar muitos pensamentos; primeiro, porque cansa, depois porque essa coisa de pensar, estudar e ter ideias pode gerar inadaptação em todos, a começar pelos próprios professores. A não ser que sejam ideias parvas, aí tudo funcionará, não haverá quebras nem ruturas, como há curtamente se viu em Torremolinos.

   Se a reforma de "Esquerda" passar e vingar, o que acontece é a primeira incoerência aplicada às crianças: aos treze e aos onze atiçam-se reformas, porque é de necessidade estrutural; aos sessenta e cinco afastam-se reformas porque é de necessidade financeira. Parece estar tudo bêbado... está tudo bêbado, efetivamente!  a começar pelos papagaios e a acabar nos políticos.

   Mas vejamos... o que é que a Esquerda procura, na prática? Ah!... talvez nacionalizar os estojos, as canetas e os guaches de cores dos alunos. Ou fazer com que todos os ganapos usem a mesma borracha para apagar os erros no caderno diário. E no caso, porventura, de uma qualquer Sofia Ana Ritinha de quinze anos engravidar inadvertidamente, procede-se a uma votação "democrática" para ver se os rapazes assumem uma cooperativa para a paternidade e a parentalidade em conjunto ou se se avança para a despenalização de um aborto pedagógico! Até faz sentido ! Se calhar até já estamos a gostar... pensando bem...

   Queremos voltar atrás e dar o dito por não dito: a  ideologia escolar da Esquerda não é estúpida... estúpida é a ideologia de sala de aula que a Direita quer implantar - já lá se viu agora inventar um crédito com juro bonificado para pedir emprestado o transferidor ou a subscrição de obrigações tóxicas do Novo Banco para ter acesso aos esclarecimentos da professora?! Ridículo! Quem é a alma que se lembra destas imbecilidades?

Papagaio

Pág. 1/2