Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Giló - O Papagaio Indiscreto

#Aqui no Papagaio e no Sapo Blogs outra vez? Pá! Vão à praia, façam amor com a(o) namorada(o)... evitem é perder o vosso precioso tempo neste botequim! Podiam, pelo menos, ter o bom gosto de escolher outro blog #

Como fazer um post de m*rda

transferir.jpg

 

   A palavra m*rda deve ser das mais importantes, intrigantes e fascinantes do português verbal. Por isso mesmo deve ser que a digo e escrevo tantas vezes. Sintoma e prova deste ponto é que me encontro a fazer um posto exatamente sobre isso. Alguma coisa deve estar correto no meio disto tudo!

   Ao contrário do que a maioria de nós deve pensar, a palavra, o conceito e , fundamentalmente, a substância do objeto em causa não estão, apenas, no fim escatológico de todas as coisas, mas também no início - sobretudo no início!, por mais contraditório e inesperado que pareça - e por mais que nos surpreenda na nossa desprevenção:

- só costumamos fazer m*rda à primeira vez; se acontecer novamente vai dar m*rda grossa!;

- a primeira versão do livro que acabámos de escrever é sempre uma autêntica m*rda - é preciso refazer vezes sem conta;

 - a primeira versão de qualquer coisa, seja livro ou não, é sempre também uma m*rda;

- a primeira vez que fazemos amor costuma ser uma desilusão de m*rda;

- a nossa primeira namorada ou namorado parece uma história de sonho e acaba num pesadelo de m*rda - raramente o primeiro se torna naquele com quem nós ficamos - mudamos, mudamos e voltamos a mudar, o que é uma grandessíssima duma m*rda cansativa!;

- na banda filarmónica e recreativa, escolhemos um primeiro instrumento e mudamos logo a seguir porque aquilo soa pior que m*rda;

- o  primeiro acorde do segundo instrumento também soa a m*rda, o que é uma m*rda;

- o primeiro carro que compramos, na juventude, por falta de verba decente, costuma ser velho e ter centenas de quilómetros cumá  m*rda;

- na primeira aula de natação o pirolito sabe meio a m*rda;

-  a primeira vez no dentista é uma descoberta dolorosa de m*rda;

- o primeiro exame retal à próstata é uma m*rda  - o segundo já lá não vamos, por causa daquele dedo de m*rda, na primeira vez;

- quando descobrimos que existe a morte, inicialmente, essa é a maior das m*rdas;

- abrir Conta Jovem, dá um juro de m*rda;

- a primeira poupança reforma, nem dá juro, o que é uma m*rda do c*r*lho;

- o primeiro Seguro de Saúde só pode ser usado se estivermos significativamente na  m*rda;

- o primeiro Seguro de Vida é levantado pela esposa  - ou pelos filhos -  se formos desta m*rda para pior;

 - a nossa viúva arranja inicialmente um amante - com o dinheiro do seguro -  e isso é uma m*rda de uma falta de respeito;

- a primeira pedra nos rins dói pior que m*rda; a segunda já nem ligamos, de tão na m*rda f*d*d* que estamos...;

- o primeiro teste de avaliação negativo é uma m*rda e ouvimos sermão rijo como a m*rda;

- a primeira estrofe de Os Lusíadas deixa-nos preocupados cumá m*rda;

- o primeiro beijo é uma nervoseira de m*rda,

- o primeiro charro é uma m*rda - só a partir daí para a frente é que ficamos janados!;

 - o chumbo no exame de código é uma verdadeira m*rda; à segunda vez ficamos conformados que vamos andar a pé e de transportes públicos o resto da m*rda da vida;

 - o primeiro posto é uma m*rda; os outros todos são diarreia.

 

Pap...papagaio