Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Giló - O Papagaio Indiscreto

Aqui no Papagaio e no Sapo Blogs outra vez? Pá! Vão à praia, façam amor com a(o) namorada(o)... evitem é perder o vosso precioso tempo neste botequim! Podiam, pelo menos, ter o bom gosto de escolher outro blog Papagaio

A Pipoca e o Papagaio e a "Pipoca do" Papagaio.

pap.png

    Estou chocado, digo já, porque descobri que tenho mais semelhanças com a Pipoca mais Doce do que diferenças... e isso choca-me, não sei se já tinha dito! E só para terem a noção do quanto me choca e, mesmo, do quanto me sinto MESMO CHOCADO, até posso admitir que estou quase a parecer sentir debaixo do meu rabo pintainhos apapagaiados. Se calhar, vou ser pai de filhos enfiados dentro de cascas de ovos e a mãe que me engravidou é um bago de milho que estoirou na forma de faloca dentro de um micro-ondas da Worten! Aposto que ela vai negar tudo e não assume que foi para a cama comigo, para se furtar à contribuição parentall!

    E como  descobri isto tudo? A Pipoquíssima deu uma entrevista chiquérrima a um canal social e eu dei-me logo  ao trabalho de investir o meu tempo de forma parva e inútil, pondo-me a ouvir verdades que doem! Semelhanças e diferenças entre o Papagaio Giló e a Pipoca mais Doce:

 

 

  •  Para começar, na entrevista, foi intrigante constatar - porque deu logo "nas vistas", - que as Pipocas e eu usamos a mesma copa de sutiã! Isso é uma semelhança! Não sei se foi Deus que a agraciou pauperrimamente com umas mamas pequeninas ou se são as minhas que estão a crescer em demasia para a minha condição de macho, por causa dos comprimidos para o infarto! Também poderá dar-se o caso de andarmos os dois a comprar roupa interior na loja do chinês!

 

  • A Pipoca desvendou que tem cerca de 30 a 40.000 mil visitantes a acessarem o seu site, por dia. O mesmo se passa comigo: o blogue do Papagaio tem cerca de 30 a 40.000 mil visitas por dia, quase todas elas realizadas por moscas; também há mosquitos que me visitam, incluindo o Guilherme Duarte, mas por uma questão de igualdade de género, só referi as moscas, que é para o sexo feminino não se sentir inferiorizado nem me acusar de machismo. Quanto ao Guilherme Duarte, não sei bem a que tipo de sexo é que ele pertence, mas agora também não é assim muito importante estar para aqui com essas conversas sexuais, que ele anda um bocado ocupado a escrever piadas sobre pessoas com cancro, juntamente com o Diogo Faro e não pode passar tanto, por isso, pelo meu blogue.

 

  • A Pipoca queixa-se que os internautas que a visitam lhe pedem conselhos mas que também passam a vida a indignar-se contra ela; no blogue do Papagaio temos a vantagem de as moscas não se indignarem, mas c*gam-me o ecrã todo do portátil e, depois, eu tenho de estar a apagar com as unhas aqueles pontinhos pretos e castanhos, com a ajuda do Ajax limpa-vidros. Até estou desconfiado que os cocós das moscas serão, também, uma forma de expressar indignação. Diz a mosca, do estilo: "estou-me a cagar para o teu blogue, só dizes merdas! Não concordo nada contigo! Queres é tacho, andar de heli sobre Lisboa e vestir fatos vistosos, ó palhaço!"

 

  • A Pipoca diz que uma das suas preocupações é tentar fazer a sua auto-censura. Procurar escolher bem as palavras e os assuntos a inserir nos posts, para evitar ao máximo que as palavras possam ferir o visitante. O mesmo acontece com Papagaio. Eu também evito que as palavras possam ferir: nunca digo " c*r*lho! Coloco sempre os ** para os internautas não perceberem que me estou a referir ao órgão reprodutor masculino, ereto e em funções. Nem digo "M*rd*! Digo sempre C*có, que também é uma forma de m*rda, mas só que com pronúncia de passerelle em Paris. Já agora, também raramente digo "marte*lo", escad*te ou big*rna, para as pessoas não se magoarem. Evito, por isso, o tema da construção civil, a menos que me queira referir aos avanços no muro  de Trump com o México ou à claque dos Super-Dragões quando vão demolir bancadas para o Estoril!

 

  • A Pipoca diz que abandonou o sonho do Jornalismo para se dedicar em exclusivo ao seu blogue, fazendo muito dinheiro com a publicidade, imensamente bem paga nos posts. O Papagaio também passa a vida a sonhar que vai ser bem pago com o seu blogue, sobretudo durante a noite, que é quando está a dormir. De manhã o sonho vira pesadelo, quando abre a carteira e vê que esta está vazia.  Mas como o sonho comanda a vida e o pesadelo só a efetiva, a aposta também é bem feita: dedicação, sonho, exclusividade, abandono da profissão e contas para pagar - igualzinho à pipoca!

 

  • A Pipoca diz que isto tudo dos blogues dá muito trabalho e canseira: ela escreve, é fotógrafa, produtora, editora, psicóloga, terapeuta, conselheira, modelo, provadora.Diz a Pipoca que se dá de corpo inteiro. Juro que o Papagaio é tudo isso e ainda muito mais além; aliás, como tenho de me esforçar ainda mais que a Pipoca, no mínimo a dobrar, adivinho que um dia destes também terei de me dedicar aos assaltos a bombas de gasolina ou à prostituição, a fazer horas extraordinárias na reta de Albergaria. É o que me espera!  Ainda assim, eu sou  algo diferente, não me dou inteiro como a Pipoca -  o máximo que eu admito dar é a pipoca e o rabo penudo! E sou heterossexual! O que é que foi? O que é que querem agora?, então os outros, só porque são estrelas podem fazer stand-up a mandarem sarcasmos com tumores, leucemias e metástases, e eu não posso fazer uma gracinha inocente sobre orientação emocional! Que democracia!!!!

 

  • A Pipoca diz que tem de andar de festa em festa a comer croquetes. Admito que, aqui, não tenho mesmo nada de semelhante. Vou lá com uns rebentos e umas sementes de soja e não posso dar-me por mal agradecido. Quando calha leitão assado à moda da bairrada, há sempre alguém que me guarda uns ossos já "usados". 

 

  • A Pipoca mais Doce diz que, como tem sucesso e faz uns trocados, que acaba por pagar com o inferno da mesquinhez de uma parte do seu público. Ora bolas! Agora é que começo a perceber porque é que os meus dois fãs gostam tanto de mim,  - não me criticam nem nada! Não são nada mesquinhos nem maledicentes. Se calhar, não ando a faturar tanta verba assim! Acho que está a faltar SUCESSO, aqui! Alguém aí, que se revolte contra mim, se faz favor!?

Papagaio Gilópapagaio.jpg

 

    

13 comentários

Comentar post