Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Giló - O Papagaio Indiscreto

Aqui no Papagaio e no Sapo Blogs outra vez? Pá! Vão à praia, façam amor com a(o) namorada(o)... evitem é perder o vosso precioso tempo neste botequim! Podiam, pelo menos, ter o bom gosto de escolher outro blog Papagaio

Charlotte e George estão proibidos de se sentar à mesa com os pais? Coitadinhos!

george and charlotte.jpg

     Segundo um pasquim online especializado nas artes refinadas do  clickbait  - (clickbait, para quem não sabe, em português significa "pesca do arrasto de resmas de leitores ignorantes, palermas e acéfalos") - e da maledicência mentirosa, os filhos de Kate e William comem debaixo da mesa, feitos cães e gatos, e aproveitam as migalhas que rebolam para o chão. É isso que sugere o título do pasquim! Em dias de festa, têm direito a um ossito ou outro, roído em conjunto, ao mesmo tempo que proferem pragas em Espanhol e outras línguas chiques!

   Se aparecerem os amigos do príncipe e da princesa Charlotte e George, presume-se que devam de levar açaime e mordaça, não se dê o caso de tentarem filar os tornozelos à Rainha de Inglaterra e mandá-la para as urgências, para apanhar a vacina contra a raiva. Para além destes adereços canídeos, deve de haver uma coleira usada para amarrar os infantes e os amigos aos pés da mesa real. É que não dá jeito nenhum ter animais pequenos a correr, a fazer xixis nos móveis e a  querer brincar pelas salas do palácio de Kensington, sujeitos a virar alguma jarra valiosa. Deus livre a Casa de Windsor dessa tamanha desgraça! Há que ter modos e maneiras! De qualquer forma, se essa catástrofe alguma vez vier a acontecer, informamos já que nós, em Ílhavo, temos a Vista Alegre, e que eles colam tudo!

   Decidimos investigar e tentar tirar a limpo de onde é que nasce, efetivamente, um título tão fabuloso como " Charlotte e George estão proibidos de se sentar à mesa com os pais ".  À partida, este exercício é estúpido, porque inútil: qualquer amiba com mais de dois neurónios sabe que títulos destes têm origem em mentes retorcidas e aproveitadoras. Ainda assim, aprofundámos a investigação e descobrimos que este pedaço brilhante de sentença tem origem em PORTUGAL! De Portugal voamos até à AUSTRÁLIA. E, de um ponto ao outro do globo, reparamos que, entre a bazófia dos cangurus e o assalto plagiástico dos magriços, vai uma distância jornalística do caraças, caracterizada por uma bota que não bate minimamente com a perdigota! E já nem nos atrevemos a perguntar como é que na Austrália existem binóculos tão potentes que conseguem apanhar o que se está a passar no Palácio de Kensington. 

   Adiante! Faça-se justiça à realidade dos factos e coloque-se o mundo novamente no seu eixo. Se estivéssemos na presença da algum jornalista correto, decente e que tivesse consultado o dicionário, alguma vez, para ver qual o significado da palavra "ética", provavelmente o texto nem sequer chegaria a conhecer a luz do dia. Ainda assim, a haver alguma coisa para se dizer, ficaríamos esclarecidos que, em dias de jantar de gala, diz o formalismo da Casa Real Britânica, que as crianças se sentem, em conjunto, numa mesa só para elas. Os adultos e as suas conversas enfadonhas e hipócritas é que ficam numa outra mesa à parte, para não incomodar de morte as crianças. É só isso! Ponto final.

Saudações reais!papagaio

Papagaio

1 comentário

Comentar post