Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Giló - O Papagaio Indiscreto

Aqui no Papagaio e no Sapo Blogs outra vez? Pá! Vão à praia, façam amor com a(o) namorada(o)... evitem é perder o vosso precioso tempo neste botequim! Podiam, pelo menos, ter o bom gosto de escolher outro blog Papagaio

Fernando Pessoa (e a Porto Editora) na mó de baixo...

fernando pessoa.jpg

    Ao que parece, a Porto Editora fez censura a uns versos de Fernando Pessoa. Seria melhor que não tivesse sido assim, uma vez que, dessa forma, os alunos não dariam com os versos no compêndio do 12º, nem os encarregados de educação ficariam a saber da poesia desbragada nos manuais dos seus descendentes...e Fernando Pessoa continuaria a ser um poeta desconhecido para a generalidade dos portugueses, sem levantar polémica nas redes sociais. Agora que o mal já está feito, alguém vai ter de arranjar um remendo qualquer e vir justificar-se. Na próxima semana, Fernando Pessoa será desenterrado da tumba e convidado para o programa de Cristina Ferreira, onde irá declamar uma parte da sua poesia obscena, em conjunto com Mário Machado e Luis Filipe Vieira.

   Os papagaios também declamam muitas obscenidades, mas não costumam ser alvo deste tipo de censuras nem mediatismos. Será a altura de denunciar este tratamento desigual e injusto, até porque quem percebe disto, sabe que eu e os meus colegas nem precisamos de ópios ou absinto para proferirmos palavrões.

 

Ó automóveis apinhados de pândegos e de putas

E cujas filhas aos oito anos - e eu acho isto belo e amo-o! - / Masturbam homens de aspecto decente nos vãos de escada.

 Fernando Pessoa - Ode Triunfal

Pap...papagaio

4 comentários

Comentar post